quarta-feira, 24 de janeiro de 2007

"Vestido de Flor" - Carlos Eduardo Lima

Histórias de amor são universais. Encontros e desencontros acontecem aqui no Brasil como também acontecem na China ou nas Ilhas Faroe. Algumas histórias se repetem anos após anos, só adicionando novos personagens na trama e alterando alguns toques pessoais aqui e ali.

“Vestido de Flor”, lançado em 2006 pela Editora Vertical com 221 páginas é o primeiro livro do jornalista e crítico musical Carlos Eduardo Lima. CEL como assina suas colunas é editor do site Rock Press (
www.rockpress.com.br), colaborador fixo do Scream & Yell e sempre escreve por aí sobre cultura pop em geral.

O seu primeiro livro não carrega nada de novo no tema abordado, no entanto é pintado com cores muito bonitas e de maneira muito especial, tratando da história universal do amor tendo como pano de fundo a cidade do Rio de Janeiro, que se constitui como uma coadjuvante na história e preenche com as mais variadas referências os espaços das páginas.

Poderíamos chamar o seu livro de “Literatura Pop”, ambientando dentro do universo de escritores como Nick Hornby e Tony Parsons, o que não seria mentira, mas como bem observa o jornalista Arthur Dapieve no verso do livro, sua ambientação está mais para os romances “Antes do Amanhecer” e “Antes do Por-do-Sol”, onde os personagens de Ethan Hawke e Julie Delpy saem por Viena e Paris apreciando cada momento em que estão juntos.

No seu livro, Bernardo é um crítico musical que acaba de perder o emprego na empresa em que trabalhava e vem de um processo de divórcio bem dolorido. Bernardo é um cara bacana, que acredita no amor, faz as coisas do jeito que acha ser o mais certo possível, um ser humano desses difíceis de achar, mas que anda um pouco cansado de tudo.

Em uma tarde de julho, uma amiga de uma amiga sua, chamada Flora manda um email, pois está de passagem pela cidade maravilhosa. Flora é uma atriz e diretora teatral cheia de liberdade, de força de vida dentro de si e que não gosta muito da palavra compromisso, preferindo viver o presente.

Quando os dois se encontram, a química acontece e eles passam alguns dias no Rio de Janeiro, vivendo sua paixão arrebatadora e sofrendo pelos atos que permeiam suas decisões e a própria vida. Nada pode ser declarado com eterno ou como fugaz em sua relação, o que deixa um ar de nostalgia espalhado pelo caminho, pois nos identificamos com a história no decorrer do livro.

Carlos Eduardo Lima na sua primeira incursão literária, produziu um livro simples, sem grandes pretensões literárias, mas um livro muito, muito bonito, que pode ser contado através de sua trilha sonora e de suas referências e que olha para o amor como algo etéreo e belo, como uma necessidade na jornada de cada um.

Se você achar que a história é comum, como diria o próprio autor no prefácio do livro, isso é intencional. Invada a vida de Bernardo e Flora e junto com eles passe por todos os momentos prazerosos, todas as incertezas e aposto como você olhará para o passado e enxergará algo disso também na sua estrada.

Mais em:
www.vestidodeflor.com.br

5 comentários:

Mizuhara disse...

Poxa, seu blog tá cada dia mais diversificado! Praticamente uma aula de cultura pop =) Parabéns!!! Olhando ali seus links..uhahuehueh eu to láaaaaa uhahuahuahu q dahora! Vou linkar o seu o/

Mizuhara disse...

huahuhehu valeu pelo link das musicas do Arcade na church! Eu já tinha pego neste mesmo link segunda feira, como ja tinha postado algo deles nem resolvi postar de novo uhahuuh. Mas de qualquer jeito obrigadão :) . A versão de Ocean of Noise nesse live tá foda demais, ano mal começou e ja temos concorrente a musica do ano!

Nene Altor disse...

O misterioso, amado e amplamente coverizado artista SEBASTIÃO ESTIVA está de volta. Para quem pensava que o seu ambicioso projeto de gravar um disco para cada estado brasileiro (até agora, contemplados os estados do Amazonas, Acre e Tocantins) estava furado, pode preparar o seu ipod, walkman ou radinho de pilha para receber mais uma boa carga de sabedoria, histórias, causos populares e guitarras saturadas, desta vez, falando sobre suas experiências no Paraná. Isso mesmo, SEBASTIÃO ESTIVA IV - MEU PARANÃ: VERDADES, MITOS E FALÁCIAS está prestes a ser lançado. Para dar uma canja, aqui está para download o primeiro single do disco.

"Antropologia! Uma Anáílise Comportamental do Jovem Moderno em uma Metropole Paranaense à Noite (Noite)" é o resultado de quase uma hora de estúdio (contando a contratação dos músicos, composição da letra e gravação da música, em 64 canais). Nela, Sebá traça um pequeno estudo antropológico da capital Curitiba, sua noite, suas surpresas e seus personágens. Além da versão que estará no disco, o single acompanha também um remix do indefectível dj japonês e grande parceiro, Hakaima Sadamitsu, prontinha para as pistas de dança do país inteiro. Incluso também está uma outra versão da música título e uma música gravada ao vivo. "Puteiro Governamental do Terceiro Ciclo ", música originalmente presente no disco Ama Zonas (2006), foi gravada no tão comentado e elogiado show de estréia de Sebastião Estiva, na Milo Garage (SP), em agosto do ano passado, captando toda a energia e entrosamento da banda de Estiva.

Mil Delícias para os seus Sentidos!


Links:
www.myspace.com/sebastiaoestiva
www.tramavirtual.com.br/sebastiao_estiva


Download do Single:
http://rapidshare.com/files/13410167/Sebasti_o_Estiva_-_Antropologia__Single_.rar.html
http://www.sendspace.com/file/mbcbb6

http://www.yousendit.com/transfer.php?action=download&ufid=3EC8AD0226EFA8E7





Nene Altor
P-ME Records

Anônimo disse...

Como um novato, eu estou sempre em busca de artigos que podem me ajudar. Obrigado Wow! Obrigado! Eu sempre quis escrever no meu site algo como isso. Posso tomar parte do seu post no meu blog?

Anônimo disse...

hola, Chicos, Usted ha hecho algunos comentarios de primer nivel allí. Miré en la web de la cuestión y encuentra la mayoría de las personas se van de la mano con junto con su sitio web.