quarta-feira, 8 de agosto de 2007

"Tribunal Surdo" - Violins - 2007


“Atenção, atenção/ Prestem atenção ao que vamos dizer/ Nós somos o grupo de extermínio de aberrações/ De toda sorte que você possa conceber/ Vindo até vocês para pedir/ Qualquer quantia que se possa fornecer/ E eu garanto que seus filhos agradecem por crescer/ Sem ter que conviver/ Com bichas e michês/ E pretos na TV...”

O trecho acima abre a melhor canção de 2007 até agora, “Grupo de Extermínio de Aberrações” é quarta faixa do disco “Tribunal Surdo”, terceiro registro dos goianos do Violins. Nada de rosas, de paisagens perfeitas ou de ilusões felizes. “Tribunal Surdo” é um recorte de mesquinharia, falta de compaixão, ignorância, violência e desamor. Um retrato triste, tenso e fiel dos nossos dias atuais.

Há muito tempo que o rock nacional não via um disco tão forte e tão belamente construído. Não estou aloprando quando digo que este disco consta na lista dos melhores quinze ou vinte discos já lançados em todos os tempos no rock brazuca. “Tribunal Surdo” é um chute na cara não só de toda uma nação (que muito provavelmente não conhecerá as canções), mas também na mídia, no governo e também em nós mesmos.

Beto Cupertino (voz e guitarra), Thiago Ricco (baixo), Pierre Alcanfôr (bateria) e Pedro Saddi (piano), vem ensaiando esse grande disco desde “Aurora Prisma” de 2003, batendo na trave no excelente “Grandes Infiéis” de 2005, mas agora acertando em cheio. No meio de guitarras altas e sujas, as melodias que ora contam com o piano dando um toque especial servem de pano de fundo para as letras mordazes e certeiras.

O sarcasmo, ironia e humor negro contido nas letras ressoam como ecos perdidos (e mais fortes) do Morrisey ou ainda de um The Clash. Faixas como “Deliquentes Belos”, “Campeão Mundial de Bater Carteira”, “Missão de Paz na África”, “Solitária”ou “Manicômio” são canções pesadas, com um clima tenso e nervoso, mas que invariavelmente resultam em momentos ímpares de inteligência e criatividade.

Se você é daqueles que desliga a TV quando o jornal vai começar, que acha que tudo é lindo e maravilhoso, que as pessoas sempre são boas ou que o amor reina acima de tudo, precisa urgentemente entrar neste tribunal comandado pelo Violins e destampar seus ouvidos para o mundo que infelizmente nos cerca, um mundo de falta de fé no ser humano.

Simplesmente já nasceu clássico.

Site da banda onde tem diversas faixas para download:
http://www.violins.com.br/ .

3 comentários:

Sic disse...

Menino a Laura faz a lavagem cerebral em mim por causa dessa banda kkkkkkkkkkkkkkkk

Dary Jr. disse...

Nós tocamos uma versão de "Grupo de Extermínio de Aberrações" nos shows do Terminal Guadalupe. Sem dúvida, é a (anti)canção do ano. Abraços.

Adriano Mello Costa disse...

Sue, agradeça a Laura pela lavagem...:)

E Dary Jr. eu vi em algum lugar (acho que foi no blog do MAC) que vocês fizeram uma versão. Deve ter ficado muito boa..
Abraços!