quarta-feira, 14 de fevereiro de 2007

"Seres verdes ao redor" - Supercordas - 2006

Que tal um disco com o nome “Seres verdes ao redor: Música para samambaias, animais rastejantes e anfíbios marcianos”? Você se enquadraria em algum dos grupos caracterizados no subtítulo? Eu também achava que não, mas agora começo a pensar seriamente na minha descendência anfíbia marciana.

O disco acima lançado no final do ano passado é o segundo da banda carioca Supercordas formada por Valentino no baixo, Giraknob nas guitarras, Bonifrate nas guitarras, violões, teclados, vocais e Wakaplot na bateria e traz música pop por natureza embalada a barulhos diversos, algumas doses de lisergia, com cobertura de folk e space rock e recheada com uma boa e generosa quantia de tranqüilidade e diversão.

Desde o ano passado o som dessa banda carioca já vinha cativando um lugar no meu Windows Media Player quando baixei suas músicas diretamente do site da Trama (vai la:
http://www.tramavirtual.com.br/supercordas), incluindo o single que continha a ótima “Ruradélica”. O disco saiu, mas só em janeiro caiu em minhas mãos e sem sombra de dúvida merecia estar entre os melhores de 2006. Cometi uma injustiça.

Disco leve, desprentensioso, misturando Zé Rodrix com Bob Dylan, Flaming Lips com viola caipira. Faixas como a já citada “Ruradélica”, a romântica “Sobre o Frio”, a espirituosa “Frog Rock” ou as singelas “Sobre o Calor” e “3000 folhas” tratam sobre um mundo com toques e contornos especiais, com um clima as vezes até surreal, mas não menos interessante.

Mais sobre a banda, inclusive com o disco para venda e para escutar completo em:
http://supercordas.com.

2 comentários:

Laura disse...

Esse tu não podes deixar de me mandar, senão serás decapitado. Juro!
Estou tentando baixar esse CD fazem uns 10 séculos pelo Emule e o download é a coisa mais lenta do mundo. Nunca transfere quase nada, grrrr.

Eu acho que tô mais p um animal rastejante. :D

Beijocas no nariz de pipoca

Sic disse...

Meu Deus, faz tempo que eu não apareço ou o senhor que está postando descontroladamente? kkkkkkkkkkkkk

1. Ei tem algumas coisas que eu preciso comentar, tb achei o filme do Will clichezérrimo, mas também me emcionei horrores, chorei o filme quase todo, não tenho pai, e a relação do pai com o filho é algo que bateu na ferida.

2. Conheço o trabalho do Jesse Malin e acho ele ótemo :D

3. Não conheço o supercordas (já viste que tenho um problema com coisas nacionais, juro que não é proposital, só é proposital com rock gaúcho kkkkkkkkk) mas vou escutar!

4. ai tinha outra coisa pra falar, mas esqueci, só pra variar...sou loura, poerdoe-me :D

beijos